segunda-feira, 8 de setembro de 2008

é que ele era bem do jeito que ela gosta



"Vai ser difícil, vai
Encontrar um amor como o seu, ai
Como dói no meu peito
Seu gosto é bem do jeito que eu gosto
Bem do jeito, lamento

Que é só mais um lamento entre tantos já feitos
quisera desse jeito lembrar de outros tempos
só pra matar um pouco a saudade
mesmo assim querendo que você não ouça
meu grito aqui de longe
minha dor, meu lamento"

[céu]

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

amor suburbano




ontem, no meio da pauleira de campanha, conversas existenciais dentro da van.

Cena 1 - EXT/DIA - Van do Luizinho

(Diretor de Fotografia, 50 e poucos)
- é que vocês mulheres hoje estão muito brutalizadas. não querem mais cuidar da gente, querem competir como homens no mercado, querem ser mais machos do que nós. olha o jeito que vocês param em pé... parece que perderam a femininidade, que é a coisa mais bonita que existe numa mulher... querem sempre sair por cima, dar a última palavra, numa competição grotesca... não se pode mais mandar flores pra uma mulher.

(ela)
- olha, meu querido, me desculpe, mas vocês estão se envolvendo com as mulheres erradas. eu não sou assim, muitas amigas minhas não são assim. mas acho mesmo que alguma coisa se perdeu. o que vocês não sabem é diferenciar uma coisa da outra.

cena 2 - EXT/DIA - horto no subúrbio

ela em Campo Grande, aproveitando que a equipe tava do outro lado da rua gravando pra comprar mudinhas de manjericão.

cena 3 - EXT/DIA - van do Luizinho

(Diretor de Fotografia)
- olha, Isabella, eu queria em nome da sua equipe te dizer que a gente percebe que você é uma mulher especial, então todos nós queremos te dar este presente em agradecimento por você cuidar da gente.

e entrega a ela um vasinho de flores vermelhas que está morando aqui do lado da minha computadora.

ela chora.

::

por favor: obrigada, Rodrigo, por este momento.