quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

tratado sobre a burrice

você era a única opção que nao servia pra mim
mas era de esperar que eu fosse escolher o patinho feio
o mais errado
aquele que ainda desse pra salvar.

aquele que me ajudasse a mostrar pro mundo a minha eterna burrice
o meu eterno altruismo
a minha eterna generosidade

você, que nunca disse que me amava
e eu, que nao te ouvi dizer que me queria mais do que tudo
mas cismei com o fundo dos seus olhos
como se eu fosse mais inteligente
a mais esperta
a mais

como se eu - doce ilusão - fosse capaz de saber o que nem você sabia
mas eu sabia
sabia que ia terminar assim

Nenhum comentário: