quinta-feira, 4 de junho de 2009

apesar de você

"... uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. apesar de, se deve comer. apesar de, se deve amar. apesar de, se deve morrer. inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora de minha própria vida. foi apesar de que parei na rua e fiquei olhando para você enquanto você esperava um táxi. e desde logo desejando você, esse teu corpo que nem sequer é bonito, mas é o corpo que eu quero. mas quero inteira, com a alma também. por isso, não faz mal que você não venha, esperarei quanto tempo for preciso".

[clarice]

3 comentários:

rafaelfortes disse...

Você vê como são as coisas. Tava ouvindo "Poema" e entrei aqui para copiar o endereço e fazer uma referência.

E aí esbarro com um troço bonito desses...

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
michelle disse...

Lindo lindo! tudo a ver.