quinta-feira, 16 de julho de 2009

e o pulso ainda pulsa.






ai, gente... já deu.

estou há tempo demais aqui parada. preciso ir. preciso de ar. preciso respirar novos ares. é fato: está chegando aquele momento em que eu preciso viajar.

você vê que é viciada mesmo na transformação quando, mesmo sua vida estando certinha, encaminhada, feliz... você quer ir embora.

e os desavisados seguem perguntando: "mas... embora pra onde? embora por que? embora até quando?".

a verdade é que eu sinto o mundo inteiro quicando ali na minha frente, cheio de cores, sabores, pessoas, lugares. momentos. deles é feita a vida.

beijo, não me liga. me manda email, que eu não desapego.

talvez eu precise ir embora pra conseguir continuar voltando.

5 comentários:

Luana Fornaciari disse...

o engraçado é que aquilo que as pessoas normais encaram como uma viagem, eu continuo sentindo que é querer ir embora.

vai ver é sempre uma esperança de ser salva e não voltar.

Marcelinha disse...

Então vaaaaai, minha filha!!! :)
Li dia desses uma coisa que faz muito sentido: "Don't travel to scape life. Travel so life doesn't scape you". Bom, é mais ou menos isso, mas fiquei tão emocionada...

Julieta Abiusi disse...

"Eu tentei fugir de mim mas aonde eu ia eu tava". É isso. Só vai mesmo embora que não tem pra onde voltar.
Bj!

Luluzinha disse...

CA-RA-LHO.

Ciana Lago disse...

Nossa, tava perdendo um monte de coisa nesse blog! Amiga, VAI! Estamos sempre perto anyway!