sábado, 12 de setembro de 2009

10 anos hoje.

hoje faz 10 anos que meu avô morreu e minha vida se transformaria para sempre.

não é um dia triste. nunca foi. mas faz 10 anos que ele me faz falta todo dia. e resolvi escrever aqui em homenagem a ele, com todo esse simbolismo que o 10 anos nos traz.

há 10 anos eu ingressaria de fato na idade adulta e teria que aprender a cuidar de mim. era por isso que ele não queria ir embora. mas acho que fizemos um bom trabalho.

Ulisse. VôLisse. ele era o meu avô. há 3652 dias eu sinto a falta das respostas que só ele me daria. ele era minha figura masculina, meu conselheiro, minha alma-gêmea, meu herói. a gente se falava no olhar e só a gente sabia o quanto que aquele amor era. meu avô era minha retaguarda. era isso. meu avô era minha retaguarda.

sinto tanta falta e tanto me dói quanto sinto uma alegria pollyana por ter tido a chance de dividir um espaço de tempo com uma figura tão íntegra. ele tinha defeitos? vários. não me dava limites, bebia demais, era caótico na bagunça. mas ele era tudo o que eu tinha.

e é pra não perder tudo o que eu tinha que eu sigo levando ele aqui no meu coração, sem esquecer nunca, nunca, nunca. parece estar presente quando ainda sinto o suor do seu abraço num sonho em que ele sempre me aparece sorrindo e dizendo que não, ele não morreu. mas que ele precisava sumir pra que as pessoas resolvessem seguir adiante. porque ele carregou uma família toda no colo e agora, aos trancos e barrancos, a gente tem aprendido a viver sem ele.

e eu vou conseguir. por mim e por ele.

te amo, vô. sinto sua falta todo dia. todo dia. todo dia.

3 comentários:

Marilia disse...

Uau
Que lindo
Também sinto muita falta dele
Todos nós sentimos saudades do Pãe/Pai/Vô
Seu maior ensinamento é que a riqueza esta dentro de cada um de nós, no coração
Muitos beijos pra você
Sua tia Marilia

MEMÓRIAS CAMINHADAS disse...

Querida,
Ontem e, não só ontem, pensei e penso muito no nosso pai, avô, amigo e mestre.
Da maneira como você tão emocionantemente falou.
Tenho certeza que ele está olhando por todos nós.
Obrigada por tão bonita homenagem.
Te amo.
Muitos beijos
Sua tia Márcia Hortência

Carol disse...

que bonito.
siga por ele sim.