terça-feira, 3 de novembro de 2009

arrivederci Roma!



saímos correndo as 10h30 do albergue pra fazer o checkout e curtir o restinho da cidade. fomos fazer a reserva na Termini pro trem que queriamos pegar, Roma – Reggio di Calábria, as 23h. o senhorzinho:

- Brasile? Rio? Saopaolo? Recife?

impressionante como as pessoas conhecem o Brasil e geralmente tem uma impressão positiva - seja pelo futebol, seja pela beleza natural, seja pelos macacos que andam no meio da rua, seja pelas mulheres de vida fácil. a gente ficou lá pegando amizade com ele e começamos a falar que queríamos fazer a reserva, mas que blablabla e ele:

- STOP!!!!!!!!!!!!!!!!!! (e fez assim com a mãozinha pra eu parar de falar). surreal. agora, até o fim da viagem, quando alguem estiver falando loucamente, a gente já tem a manha.

pegamos o metrô e fomos até o Circo Massimo, aonde eu não tinha ido da outra vez porque achei que era um espação vazio para o nada. cheguei lá e me deparei com a melhor vista do Paladino que eu poderia imaginar. lindo demais. sentamos lá e ficamos um tempão olhando as ruínas e fotografando, um sol incrível, calorzinho, excelente.

de lá fomos a Piazza de la Boca de la Veritá, que é do ladinho. ficamos rindo à beça do monte de babacas colocando a mão dentro da boca e tirando rapidinho. uma bobagem, na minha opinião. vale se você estiver ali do lado, mas não é essencial a visita.


passamos o resto do dia andando perto da Piazza Navona. descobrimos ali pertinho um café INCRIVEL que vale muito a visita: Sant Eustachio. Cremoso e indescritível por 2,30€. vale cada cent e em frente ainda tem aquela sorveteria incrivel, Blue Ice. Então andamos até a Piazza Spagna pra um fim de tarde na escadaria e resolvemos subir até a Villa Borghese... ficamos flanando por ali num por de sol espetacular.


voltamos pro albergue, até então 5h30 da tarde e sem almoço. eu, na minha vocação pra faquir, tava tranquila. Uirá e Michelle estavam surtando de fome, paramos, comemos uma pizza e chegamos no albergue a tempo do happy hour, com vinho e cerveja bem mais baratos... e free pizza!

(não, eu não estou uma bolota. essa última pizza eu passei).

ficamos curtindo os ultimos momentos do albergue e fomos pra estação de trem. chegamos e entendemos o porque de ter pago só 3€ de reserva num trem noturno: o assento era SENTADO, literalmente, dentro de uma cabininha de 6 que não reclinava nada. passamos uma noite péssima, bizarra, sem poder recostar, buscando posição. tipo... nunca mais. viva o conforto e o capitalismo que permite você usufrui-lo.

Nenhum comentário: