terça-feira, 5 de janeiro de 2010

enfim... ano novo.


há dias não sai nada.

faz alguns dias que eu olho, olho, olho esse box em branco aqui e não sai uma palavra da ponta dos meus dedos.

não que eu não tenha nada a dizer. as palavras nasceram pra viver engasgadas aqui na ponta da minha língua. talvez seja isso, aliás: tanto a dizer e essa obrigação de ordenar palavras. tem dias que as palavras não querem se ordenar.

Ano Novo. vida nova.

and in a frame, your life is supposed to change.

se fôssemos dividir a humanidade em dois, um bom projeto seria separar pessoas que gostam de rituais e pessoas que não dão a mínima. eu sou a porta-voz da primeira galera.

adoro rituais. acho importante dar significado às coisas da vida. e adoro reveillon. essa coisa de todo mundo emocionado, unido por um mundo melhor. os abraços. os desejos de uma vida melhor.

e, numa fração de segundos, tudo pode mudar. será?

mas, afinal, por que mudar?

que nesse ano novo consigamos, então, entender que a felicidade é justamente essa eterna busca por ela. que você estabeleça seus objetivos e vá atrás de cada um deles. que eles não sejam fáceis demais a ponto de você não conseguir dar a eles o devido valor.

2009 foi um ano bom. fiz 30 anos. fui feliz aos 30 anos. estou mais feliz aos quase 31. impus minha liberdade na raça. mantive as amarras que julguei adequadas. viajei. voltei, mas só quando consegui plantar sementes importantes pros tais objetivos que sigo estabelecendo dia após dia.

que estejamos mais próximos em 2010, que a vida é uma só e é uma honra pra mim compartilhar esse planeta com algumas pessoinhas daqui. elogie mais. critique BEM menos. que nos esforcemos para diminuir as barreiras geográficas, cronológicas e essa eterna timidez.

um brinde à vida e a nossa eterna capacidade de nos reinventarmos. e que em 2010 você consiga conquistar a Europa, a Ásia e mais um continente à sua escolha.

7 comentários:

Puxadinho disse...

Pra você também. Me junto às pessoas que desejam muito mais que políticas, índices e decretos. Quero cuidar da terra, dos amigos e de quem precisar, se eu puder.

Um beijo querida.Feliz 2010!(pra manter o ritual)

Brasa disse...

Escrever deveria ser algo a se fazer qdo da vontade. Sempre temos muito assunto pra transpor, mas as vezes queremos manter a privacidade. Tenho medo de expor tudo o que penso. Talvez seja apenas timidez... mas as vezes precisamos que um chato venha e pergunte: e aí, não vai escrever nada? Esse é o problema de ter um blog. O visitante quer encontrar sempre uma novidade qdo o autor escreve bem. E qdo alguém gosta muito do blog, quer ver algo novo de 5 em 5 minutos. E aí o blog deixa de ser seu, e vira propriedade dos leitores. Eu sou um dos que sempre passam por aqui.
Vc já conquistou a Europa, então desejo que vc conquiste 24 territórios, pra mim o objetivo mais difícil. E que neles estejam incluídos Dudinka e Vladvostók!

bjo

cla disse...

eeee!

Bernardo Carvalho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bernardo Carvalho disse...

Que 2010 seja eterno enquanto dure. Com amigas como você a meu lado, já sinto o calor da confiança no peito, e fico frio.

Para aqueles que tiveram perdas, deixo um pensamento: Always look at what you have left. Never look at what you have lost. Robert H. Schuller

Feliz 2010 pois graças a nós, seremos 31. :) Bernardo

Luluzinha disse...

afinal, where the hell fica "Omsk"?

Pede que eu faço... disse...

gatíssima, aceite da mais gostosa da sua casa um 2010 melhor que 2009. Numa das minhas 7 ondinhas puladas (sim, eu também etnho rituais), pedi ter mais tempo pros amigos. Vc é uma dessas pessoinhas.
Beijo grande e um cheiro no ombro da tatuagem :-)