quarta-feira, 17 de março de 2010

liberdade é construção.


vi essa foto no facebook de uma amiga muito querida, de quem sinto tanta falta no meu dia a dia que ela nem imagina.

é tão dela quanto minha essa necessidade de aprender mais e mais, entender pelo lado avesso, vivenciar até o talo, num brinde à vida, ao amor e a sua beleza. construir a felicidade pé ante pé em cada momento com um desejo secreto que não seja o último, pra que sejamos tão felizes quanto podemos ser.

resta saber então quanto nos custa essa necessidade de ser livre. entender do que exatamente cada um não pode abrir mão. a quanto está disposto a arriscar para ir mais longe. como o ar que se suga em vez de respirar. para o alto e além.

"Blackbird singing in the dead of night
Take these broken wings and learn to fly
All your life
You were only waiting for this moment to arise".

4 comentários:

Marcelinha disse...

É exatamente isso: ir. Ir pra onde ou ir fazer o quê, não importa. Mas é a coceirinha do "descobrir" que impulsiona.

rafaelfortes disse...

Dei dois ou três suspiros lendo o texto da camiseta e o seu. Ando querendo agarrar a vida com braços e pernas, tal qual um polvo.

Debora Tenca disse...

Amei isso....
Tô muito nessa pegada.

analicks disse...

Amiga,
Pedras existem seja qual for o caminho. A resposta está no conteúdo da mochila. E a vida é isso: viajar e, com o tempo, ir aprendendo a arrumar melhor a mala.
Bom mesmo é o sentimento de progresso, de que cada passo está mais firme que o anterior, que o corpo está mais forte e resistente...e a alma mais leve...
A sensação de já ter visto tudo, de estar 100% feliz e realizada...ah, sinceramente, espero nunca senti-la! Quero morrer igual minha Bisavó, com 100 anos e tendo sempre um pedido para fazer na hora de apagar as velas do bolo.
O mais bacana dessa camisa é que foi um presente do meu marido: minha maior e melhor aposta, meu grande e cada vez mais companheiro. Ele chegou durante nossa viagem de férias e disse: "Comprei essa camisa, acho que ela foi feita pra você."
PS: Só consegui escrever depois de dedicar alguns minutos para as lágrimas...também sinto muita sua falta. Beijo grande grande e obrigada!!!