quarta-feira, 19 de maio de 2010

a toalhinha



Nos últimos dias me peguei pensando numa das coisas que mais me incomoda no mundo: A toalhinha.

Sabe, aquele paninho que os colega tudo carrega pra tá enxugano o suor? Me dói.

Foi-se o lenço elegante de seda de outrora, que ficava ali no bolso, dando uma graça ao paletó. Que era imediatamente oferecido à moça num gesto de cavalheirismo. Não: O que impera atualmente sob o calor de 40 graus no Rio de Janeiro é esse maldito paninho que vira e mexe aparece na minha frente. Passe a reparar você também: Precisando enxugar a testa ou o sovaco, o sujeito lança mão daquela merda e depois guarda no mesmo lugar de onde saiu. Pra usar de novo.

Além de imprimir muita pobreza, eu acho um nojo. Eu, que raramente suo na academia, mesmo correndo na esteira (sangue azul, chiqueza, sei lá), tenho muita dificuldade de entender a tal da mania que o brasileiro tem de usar a tal da toalhinha.

Pode reparar.

3 comentários:

Ciana Lago disse...

amigaaa, é pq vc nao faz spinning!

te brota la transpiración!

eu tenho uma nojinha dessas que meu professor me regalou no primeiro dia de aula. Acabei de pegar nela antes de ler esse post!

kkkkkkkkkkkkkk

Michelle Chevrand disse...

As coleuga que pega a conduça comigo, geralmente as GORDAS, usam a tal da toalhinha pra secar o suor das dobras.

ECAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!

cla disse...

o melhor e' prender ela na alca da bruzinha de coton, nem.