domingo, 11 de dezembro de 2011

Matando um dragão por dia


Uma da manhã. Pensando no Cazuza e tentando tirar todo esse peso da mala entreaberta no canto do quarto. Viajamos pra isso, afinal: Fazer a vida parecer mais leve e nos encantar pelo desconhecido.

Ou viajamos para nunca mais voltarmos ao lugar de onde partimos.



E ainda:

"Pra quem não sabe amar / Fica esperando alguém que caiba no seu sonho".

Nenhum comentário: