domingo, 11 de novembro de 2012

É isso

E nessa de sempre dar bola pras pessoas erradas, eu nunca tinha prestado atenção no Paulo Henriques Britto.

E aí ganhei esse poema de presente de uma amiga, assim, meio tapa na cara. Porque no fundo tudo o que precisamos é de uma emoção que nos cale a boca. 


"Então viver é isso,
é essa obrigação de ser feliz
a todo custo, mesmo que doa,
de amar alguma coisa, qualquer coisa,
uma causa, um corpo, o papel
em que se escreve,
a mão, a caneta até,
amar até a negação de amar,
mesmo que doa,
então viver é só
esse compromisso com a coisa,
esse contrato, esse cálculo
exato e preciso, esse vicio,
só isso".

Nenhum comentário: